Segurança do Trabalho

Porque a empresa precisa constituir a área de Segurança do Trabalho?

Porque é exigido por lei.

INSCREVA-SE !

Como é o curso de Técnico em Segurança do Trabalho na Faculdade do Trabalho?

O curso técnico em Saúde e Segurança do Trabalho da Faculdade do Trabalho tem como objetivo a promoção da qualidade de vida no trabalho, pela preservação da saúde dos trabalhadores e da segurança dos processos, do ambiente do trabalho e meio ambiente.

Durante o curso o futuro profissional capacita e desenvolve competências profissionais que nos permitam formular, discutir, analisar, selecionar, e implementar estratégias de gestão nas empresas e organizações.

O curso técnico de segurança do trabalho volta o método para profissionais ecléticos, que além de conhecer novas técnicas e procedimentos de segurança e questões envolvendo saúde e higiene, serão profissionais fundamentais na composição da equipe de trabalho, pois atuarão nas relações de trabalho entre trabalhadores, engenheiros, médicos e dirigentes de empresas.

Área de Atuação:

É fato o destaque dado ao Brasil no que concerne à incidência de doenças ocupacionais e ao número de acidentes de trabalho.

As estatísticas comprovam essa condição que o coloca, sistematicamente, entre os países que mais registram acidentes de trabalho no mundo, posição que poderia ser ainda pior se todos os acidentes ocorridos fossem notificados.

As principais causas dos acidentes são a deterioração das condições de trabalho causadas pela globalização e pela liberalização dos mercados, o desrespeito ao direito de segurança do trabalhador e a falta de cumprimento da lei ou regulamentação adequada de segurança.

O profissional Técnico em Segurança do Trabalho vive em um cenário propicio à atuação nas mais diversas áreas: química, metalmecânica, alimentos, construção civil, entre outras.

O Técnico em Segurança do Trabalho tem como competências informar o empregador através de parecer técnico, sobre riscos exigentes nos ambientes de trabalho, bem como orientá-lo sobre as medidas de eliminação e neutralização.

Também informar os trabalhadores sobre os riscos da atividade dele, bem como as medidas de eliminação e neutralização.

Executar os procedimentos de segurança e higiene do trabalho e avaliar os resultantes alcançados, adequando-os estratégias utilizadas de maneira a integrar o processo prevencionista em uma planificação, beneficiando o trabalhador, etc.

Todas as empresas com mais de 100 empregados e do grau de risco 3, e com mais de 500 empregados e dos graus de risco 1 e 2, devem contratar técnico de Saúde e Segurança no Trabalho. Dada a grande concentração de empresas desse porte ou maior, na região, supõe-se a necessidade de formação específica deste profissional.

Informações gerais sobre o curso:

Tipo de curso: Presencial

AULAS SEGUNDA À SEXTA

Turno: Noite (19 às 22:30h)

Duração: 1440 horas – 24 meses

Estágio: Obrigatório – 120 horas

 

Quer saber mais informações ?

Entre em contato pelo Whatsapp

(34) 9 9228 3237

 

O que é EPI ?

EPI significa Equipamento de Proteção Individual, Todas as atividades profissionais que possam imprimir algum tipo de risco físico para o trabalhador devem ser cumpridas com o auxílio de EPIs – Equipamentos de Proteção Individual,

Os principais EPI´s incluem óculos, protetores auriculares, máscaras, mangotes, capacetes, luvas, botas, cintos de segurança, protetor solar e outros itens de proteção..

Mercado de Trabalho

No início, era só mais uma obrigação trabalhista. Com o tempo, as empresas passaram a perceber que cuidar da saúde e da integridade de seus funcionários conta pontos preciosos para a sua imagem.

Graças a essa mudança de mentalidade dos empregadores, a segurança do trabalho desponta como mercado em expansão e praticamente imune à crise.

O setor tem boas oportunidades e salários atraentes, segundo os especialistas

O uso do EPI para garante a saúde e proteção do Trabalhador ?

Sim. O uso do EPI  é fundamental para garantir a saúde e a proteção do trabalhador, evitando consequências negativas em casos de acidentes de trabalho.

Além disso, o EPI também é usado para garantir que o profissional não será exposto a doenças ocupacionais.